Quem você pensa que é?

Sou uma pessoa feliz, apesar de que muitas vezes choro “rios de lágrimas”! Adoro black &white em tudo, na roupa, na casa, menos na comida e na vida. Sou uma entusiasta na culinária, admito que eu não sei cozinhar, mas tenho muita vontade de aprender.  Adoro comprar livros de receitas (são tão bonitos!) e ingredientes vistosos (apesar de muitas vezes deixar passarem a validade). Não sou uma pessoa muito organizada, e por isso mesmo tenho que pensar muito bem antes de adquirir coisas e como vou dispô-las. Sempre tenho mil idéias, sou muito curiosa e entusiasta e creio que por esse motivo a desorganização impera. Aprecio avaliar todos os aspectos de um assunto, adoro ler críticas/reviews, porém sei que o mais importante é a experiência pessoal.

Já estive em um trabalho gratificante, mas não reconhecido e pouquíssimo remunerado. Já estagiei e fiz trabalho escravo, o chamado escraviário. Recentemente, saí de um trabalho que odiava, apesar de ser relativamente bem remunerado, por não condizer com a política de um chefe mau caráter. Hoje, estou sem trabalho por vontade própria, afinal tenho as minhas reservas e um amor que me incentivou a estudar para buscar algo mais da vida. Tenho que admitir que os últimos dois meses não foram sérios e cheios de indagações existencialistas o que me impediu muitas vezes de pôr o pé na calçada. Percebi que é muito importante buscar chegar em um ponto x, ver mais ou menos qual é o caminho e o ponto em que você se encontra. Como também é muito importante saber onde você não quer estar.

Já perdi 5 anos com uma pessoa que não me amava. Já perdi talvez mais de 5 anos sem saber o que queria, como queria e quem de fato eu era, mas isso é normal, afinal isso só vem com a maturidade. Hoje eu me amo e respeito o que eu sou e os meus limites e assim encontrei o amor verdadeiro. TRUE STORY!

Algumas vezes já fui péssima amiga, filha e também desrespeitosa com outros indíviduos. Creio que essa reflexão indica que eu tenho consciência e remorso, o que não é ruim. Buscarei tentar respeitar as pessoas, mesmo que essas pensam diferente de mim.Buscarei ser menos egoísta e pensar só em mim mesma. Tenho muita saudade da minha mãe, da comida da minha mãe, do meu quarto antigo e dos meus cachorros vira-latas. Das amizades, apenas pouco restaram, mas garanto que são verdadeiros e nutro um carinho enorme. Percebi que temos que ser seletiva nisso também, pois a partir dos 30 a vida parece que corre em ritmo frenético.  Colegas, conhecidos você pode ter aos montes. Amigos, poucos.

Tenho como objetivo levar uma vida menos hipócrita, o que não me impede de que muitas vezes eu escorregue ou ignore por cansaço ou por preguiça. Tenho por objetivo levar uma vida mais simples. Ser simples é ter menos estresse, é aproveitar melhor cada detalhe da vida, é ter menos variáveis que nos deixam perdida. Mas mesmo assim, que não me impeça de provar novos sabores e cheiros, visitar novos lugares, conhecer novas pessoas e observar e adquirir novas idéias. O ser simples prá mim, pelo menos por agora, é comprar menos e comprar consciente (qualidade/uso/benefício/preço) , é produzir menos lixo, é perder menos tempos com tantos pop-ups que estouram em sua cara (e não falo somente da internet) a cada instante, é aproveitar o que tenho ao meu redor e ter idéias para aproveitá-las.  É não esquecer da gentileza com pessoas que não conheço e do carinho constante para as pessoas de que gosto.

Ter mente sã e corpo são. Se hoje eu estou o geléia do Caça-Fantasmas ou o Mojo do X-Men, espero que num um futuro não muito distante eu perca uns 10 kg e volte a ser o que considero  natural e sem  tanto trans para o meu corpo. Corridinha no parque né? Moro tão pertinho…

Tentarei ser ética. Respeitar o trabalho dos outros. Saber que tudo que é produzido tem dilemas, tem pessoas e não sou besta de ignorar que tudo tem um preço nessa vida. Mas o pior é que muitos colocam um preço tão baixo-explorador em busca de lucros exorbitantes e sem dignidade.

Esse blog é prá me ajudar, a princípio, a organizar e relatar as minhas experiências domésticas. E, posteriormente, à pessoas como eu, curiosas que vão no google na busca de experiências de outras, porque esse mundo é tão vasto que só tendo mais de 1000 anos prá experimentar um pouquinho de tudo.

Obs: Tentarei atualizar esta bio a cada meio ano, pois acredito que não somos seres estáticos. Podemos mudar sim a nossa essência através de valores que são mudados/reciclados/transformados a cada dia, seja por um novo aprendizado, por persistência para que se torne um costume ou pela vida, essa que sempre nos reserva surpresas nesse caminho que podem ter pedras, mas também podem ter flores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: