Gastronomês

Sabe o que mais me irrita em um livro de culinária? Palavras estrangeiras ou termos técnicos de culinária sem explicação/tradução. Será que os autores não pensam em quem serão o público-alvo desses tipo de livro? É lógico que são pessoas como eu, que não sabem nada de cozinha,impressionam-se com as fotos e acha que depois de lê-los conseguirá cozinhar as 501 receitas apresentadas. Aí nos deparamos com a barreira: comunicação.  Ao longo das minhas experiências, colocarei aqui os termos que são estranhas a mim:

A

Almofariz é um pilão pequeno.

Au pif = Cozinhando com o nariz.

B

C

Ciboulette. Se você encontrar isso em um menu de restaurante ou receita misturadas com palavras em português, a palavra significa tosquice. Afinal ciboulette é a nossa vulgar cebolinha em francês.

D

E

F

G

H

I

J

K

L

M

N

O

P

Q

R

Roux é uma mistura de manteiga ou margarina derretida em fogo brando com farinha de trigo. É importante para a culinária francesa para dar “liga” em cremes, sopas e molhos.  E de acordo com o tempo de cocção, altera-se a cor (amarelo, dourado, marrom claro e escuro) e o sabor (mais leve ou mais acentuado de nozes) .Será que é mesma coisa que burro maneggiata (comentada no livro 160 receitas de molhos de Sílvio Lancellotti?). Mais sobre isso aqui. Vídeo e informações: aqui

S

Shallot. Picar em cubinhos pequenos, como aqui.

T

Tête de veau = Prato francês em que se utiliza a cabeça de uma vaca. Passo-a-passo: http://chefsimon.com/tete-de-veau.html

U

V

X

Y

Z

W

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: